quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O Poço da Ascensão (Saga Mistborn: livro 2 ) – Opinião (pequeno spoiler do primeiro livro)

Comecei esta saga em setembro do ano passado, comprei o primeiro não só por causa das excelentes opiniões que tinha lido, como também das maravilhosas capas dos livros.
Fiquei bastante cativada e desde então que se tornou numa das minhas sagas preferidas de sempre, e por isso não tardei a comprar o livro “O poço da Ascensão” e “O Herói da Eras – Parte I”.
Apesar de ter comprado logo o livro, ainda demorei um pouco até o ler porque tinha tantos livros à frente, que tinha comprado antes, que só o consegui ler este ano, sendo que o que realmente me fez ler o livro foi o “O Herói das Eras – Parte II” sair amanhã, e eu andava à procura de uma desculpa para o poder comprar.
Esta é uma saga que agarra o leitor logo desde o inicio, não só devido a personagens como Vin e Kelsier, mas também devido à alomância em si, vou passar a explicar.
Este livro passa-se numa terra governada por um homem, o Senhor Soberano, que é visto como um Deus pelos nobres e skaa, que é o povo escravo. Nesta terra existem pessoas “especiais” as quais possuem poderes, podendo haver indivíduos que só possuem um único poder ou, no caso dos nascidos das brumas, todos os poderes. Os nascidos das brumas são considerados uma grande ameaça, muitas vezes tratados como os assassinos, pois como possuem os poderes todos são quase invencíveis.
Existem vários tipos de poderes e cada um tem um metal envolvido, ou seja, temos o caso do peltre em que torna as pessoas bastante mais fortes e que faz com que a dor seja quase insignificante, ou o estanho que amplifica todos os sentidos, como por exemplo tornar a visão bastante melhor e conseguir ver pessoas ou objectos a quilómetros de distância.
Vou ser sincera, no primeiro livro senti-me um bocado perdida ao princípio com todos os tipos de alomância que me eram apresentados, mas com o entranhar da história tudo se torna mais fácil e passa a ser completamente natural.



*SPOILER ALERT (para quem não leu o primeiro livro)*
O poço da Ascensão vai falar sobre o que ocorreu depois da queda do Senhor Soberano e sobre a tentativa de Elend Venture se tornar no rei do povo, tentando fazer com que os skaa comecem a ter maior qualidade de vida. A tarefa de Elend não é fácil, principalmente quando vê a sua cidade rodeada de exércitos, que lhe querem roubar tudo aquilo que conseguiu conquistar.
*Fim do spoiler*


Adorei a evolução de Elend durante o livro, tal como de Vin, a qual começa a tentar perceber-se a si própria e a entender o que realmente significa a amizade. Para mim a minha personagem preferida durante o livro foi OreSeur, um kandra, ou seja, um ser que consegue modificar a sua forma física quando consome os restos mortais de um outro ser vivo. OreSeur foi para mim a minha personagem favorita devido à sua personalidade diferente, que apesar de ser bastante fiel ao seu amo tinha sempre um tom de arrogância na maneira como se expressava.
É uma saga excelente e dou-lhe definitivamente 5*, recomendo vivamente a pessoas que gostem deste género de leituras. Não se vão arrepender.

Sem comentários :

Enviar um comentário