Avançar para o conteúdo principal

Red Queen - Opinião

Este livro foi-me oferecido no Natal passado, e sinceramente não sei porque demorei tanto tempo a pegar nele, provavelmente pela preguiça de ler em inglês, só sei que não o deveria ter feito pois adorei lê-lo.
O livro é uma distopia, e baseia-se numa divisão entre os vermelhos, que são os plebeus, e os prateados, que são as pessoas que fazem parte da nobreza. Os prateados são os importantes daquele mundo, pois possuem poderes, conseguindo fazer com que os vermelhos façam tudo o que eles querem devido ao medo que lhes provocam.
Toda a história gira à volta de Mare, uma rapariga plebeia de sangue vermelho, a qual ajuda a família dela a sobreviver através de roubos, mas o destino prega-lhe uma partida e de um dia para o outro consegue arranjar um emprego como empregada no palácio real. Durante esse trabalho Mare descobre que também ela tem poderes, mesmo sendo vermelha, e devido a esta descoberta a sua vida muda radicalmente.
Gostei bastante da personagem Mare, apesar de a achar um pouco ingénua, devido a confiar demasiado nas pessoas, para além disso adorei o mundo construído pela autora Victoria Aveyard, independentemente de me fazer lembrar um pouco o X-men, por causa dos poderes, e eu sinceramente não sou grande fã de super-heróis, mas mesmo assim gostei bastante, e senti que a história foi muito bem conseguida.
Sei que muita gente não gostou assim muito do livro, por o compararem muito à saga “A Seleção”, eu não o consigo fazer porque li o livro antes de começar essa saga, e por isso não consegui verificar as semelhanças.
Achei que a autora foi bastante detalhada, mas não em demasia, por exemplo em certas diferenças entre os vermelhos e os prateados, e isso fez com que conseguisse imaginar tudo muito melhor na minha cabeça, mostrando a dedicação e minucia que a autora teve ao escrever este livro.
É um livro bastante diferente, e que deixa o leitor no final do livro a querer pegar logo no seguinte. Quero muito comprar o segundo para poder continuar com esta saga. :D

Comentários

  1. Tanta gente a adorar Rainha Vermelha e eu aqui :P acho que peguei o livro numa altura menos boa mas, sinceramente, vi demasiada mistura de outros livros distópicos; no entanto, já dei uma vista de olhos ao trailer de Glass Sword e está qualquer coisa de boa :P pode ser que a sequela me chame mais a atenção ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu se calhar tive a sorte de não ler alguns livros antes deste. Dá uma hipótese ao segundo pode ser que esse já não seja assim e que venhas a gostar :D Ainda não vi o trailer, tenho que ir cuscar ^_^

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Passatempo 2º Aniversário do Blogue - "Não Digas Nada" de Mary Kubica

O blog hoje faz dois anos de existência, mais um ano se passou, cheio de boas leituras e rodeada de boa gente! ^_^
Sei que o ano passado estive muito ausente, por causa da Dissertação de Mestrado, que não me deixava nem sequer respirar, mas prometo que daqui para a frente vou dar o meu melhor para tornar este cantinho cada vez melhor. Tenho algumas ideias que gostava de pôr em prática este ano, por isso esperem novidades nos próximos tempos. Para vos agradecer o apoio decidi realizar um passatempo que vai ter como livro em passatempo "Não Digas Nada" de Mary Kubica, que foi o livro escolhido por vocês na votação que decorreu no facebook.

Não se esqueçam de tomar atenção a todas as regras, pois não queria estar a anular participações como tive que fazer nos passatempos anteriores. Boa sorte!
Sinopse:
Um thriller psicológico intenso e de leitura compulsiva, Não Digas Nada revela como, mesmo numa família perfeita, nada é o que parece.
Tenho andado a segui-la nos últimos dias. Sei onde…

The Dark Sea War Chronicles. Volume I: Fighting the Silence – Opinião

Antes de mais gostaria de agradecer novamente ao autor por me ter permitido ler a sua mais recente obra antes de a mesma ser lançada dia 1 de outubro na Amazon. Tenho que admitir que não sou grande fã de estórias que envolvam o espaço ou naves espaciais, coisas futuristas para mim são mais a nível de pós-apocalíptico na terra, mas adorei este primeiro volume da saga. Ao princípio custou-me um pouco entrar na estória, pois há bastante discrição para que nos possamos enquadrar melhor naquele mundo - sim eu acho que esta primeira abordagem é essencial - mas chegou a um ponto que eu já estava baralhada com tantos nomes de personagens e com tanta carga de informação ao mesmo tempo, e foi só devido a isto que não dei 5* ao livro mas sim 4,75* no Goodreads. Após passar esta primeira parte mais confusa comecei a ficar super viciada devido à intensidade dos acontecimentos e das maravilhosas personagens criadas pelo autor. Para mim é bastante importante conseguir criar ligações com as personagens,…

Bibidi Bobidi Books - Book Haul abril 2018

Mais um mês passou e finalmente chegaram os tais livros que referi que estava à espera no mês passado. Sabem porque demorou tanto? Ficaram presos na alfândega! --' Passado este enorme pesadelo chamado alfândega chegaram 8 livros cá a casa.... Hmmmm pois, portei-me mal eu sei, mas foi uma promoção maravilhosa em que 8 Hardbacks por 55 euros mais ou menos, todos em ótimo estado, por isso valeu a espera. Os livros foram:
"Nimona" de Noelle Stevenson"Heir of Fire" de Sarah J. Maas"The Eye of Minds" de James Dashner"The Testing" de Joelle Charbonneau"The Young Elites" de Marie Lu"Gilded Cage" de Vic James"The Emperor's Blades" de Brian Staveley"Midnight Thief" de Livia Blackburne Para além destes vieram mais 2 que foram compras feitas a outra leitora, que após os ler vendeu-mos. Os livros são: "Pecados Santos" de Nuno Nepomuceno"Mal Me Quer" de M. J. Arlidge Sendo assim, foram uns 10 …