quarta-feira, 15 de março de 2017

Um dia disseste que eu devia escrever um livro – Opinião

Antes de mais gostaria de agradecer de novo à autora por me ter dado a oportunidade de ter lido a sua obra. É um livro pequeno e com capítulos de 2/3 páginas cada, o que permitiu tornar a leitura rápida e fácil.
Tenho-vos a dizer que adorei este livro desde o princípio ao fim, conseguiu-me prender de tal maneira que passei o dia a fazer pequenas pausas no trabalho para o ir lendo, tornou-se uma leitura bastante viciante, de tal maneira que o li em menos de um dia.
Um dos motivos pelo qual fiquei tão entusiasmada com o livro foi porque a personalidade demonstrada ao longo do livro, pela autora, me fez lembrar um pouco de mim, principalmente a parte de gostar sempre de ter razão e de achar que tudo tem que ser como eu quero, por isso foi extremamente fácil colocar-me no seu lugar e encarar tudo o que se passou, como se fosse eu em cada situação.
É um livro capaz de tocar no coração de qualquer pessoa, pois consegue-se notar pela escrita que tudo o que foi escrito provinha do coração e, é impossível ficar indiferente, mesmo no caso de pessoas menos românticas ou mais frias em termos sentimentais, como é o meu caso.
Toda a sinceridade faz com que seja uma leitura intensa e muito pessoal.
A única critica que deixo é que o livro devia ser revisto pois, existem vários erros a nível de repetição da escrita ao longo do livro, como acontece na página 73 do e-book em que está escrito “(...) mas isso é isso (...)”, apesar de não serem erros graves fazem com que haja pausas na leitura para tentar perceber o que a frase quer dizer, o que não é muito positivo de acontecer.
Foi uma leitura muito prazerosa, a qual recomendo totalmente a todas as pessoas que tenham a oportunidade de adquirir o livro.

Sem comentários :

Enviar um comentário