Avançar para o conteúdo principal

Dewey: O Gato que comoveu o Mundo – Opinião

Para quem me conhece sabe que eu sou completamente amante de animais, principalmente felinos, por isso era completamente impossível eu não ler este livro, especialmente por também se passar numa biblioteca.
A estória de Dewey é real, e começa quando este tinha poucas semanas de vida. Dewey é encontrado, numa das manhãs mais frias daquele inverno, dentro do depósito de livros devolvidos de uma pequena biblioteca em Spencer, Iowa. Rapidamente é adotado pela biblioteca e torna-se parte da mesma.
Dewey é um gato muito brincalhão e adora pessoas, começando depressa a tornar-se um motivo de felicidade e paz para muitas pessoas daquela pequena cidade. Eu tenho 2 gatos e já presenciei muitas das situações caricatas realizadas pelo Dewey ao longo do livro, mas é sempre maravilhoso ler estes relatos.
Fui para este livro a pensar que iria ser um livro sobre Dewey mas, fiquei com uma pequena impressão que foi mais uma autobiografia da autora, de uma altura complicada da vida dela, em que Dewey foi o principal interveniente para a mudança dessa situação. Para mim houve demasiadas coisas descritas pela autora, como a casa de infância dela, um incêndio que houve na cidade muitos anos antes, que me fizeram gostar menos do livro, porque ia com esperança de ler um livro sobre um gato, e isso deixou-me desmotivada e um pouco desiludida com a estória.
Apesar de tudo, o livro é bastante engraçado e Dewey é um amor de felino, houve muitas alturas que me apetecia saltar para dentro do livro para apertá-lo e dar-lhe beijinhos.
Recomendo a sua leitura, mas não façam como eu e lembrem-se que vão ler mais uma autobiografia em que aparece um gato do que propriamente um livro só sobre as patifarias de Dewey.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Passatempo 2º Aniversário do Blogue - "Não Digas Nada" de Mary Kubica

O blog hoje faz dois anos de existência, mais um ano se passou, cheio de boas leituras e rodeada de boa gente! ^_^
Sei que o ano passado estive muito ausente, por causa da Dissertação de Mestrado, que não me deixava nem sequer respirar, mas prometo que daqui para a frente vou dar o meu melhor para tornar este cantinho cada vez melhor. Tenho algumas ideias que gostava de pôr em prática este ano, por isso esperem novidades nos próximos tempos. Para vos agradecer o apoio decidi realizar um passatempo que vai ter como livro em passatempo "Não Digas Nada" de Mary Kubica, que foi o livro escolhido por vocês na votação que decorreu no facebook.

Não se esqueçam de tomar atenção a todas as regras, pois não queria estar a anular participações como tive que fazer nos passatempos anteriores. Boa sorte!
Sinopse:
Um thriller psicológico intenso e de leitura compulsiva, Não Digas Nada revela como, mesmo numa família perfeita, nada é o que parece.
Tenho andado a segui-la nos últimos dias. Sei onde…

The Dark Sea War Chronicles. Volume I: Fighting the Silence – Opinião

Antes de mais gostaria de agradecer novamente ao autor por me ter permitido ler a sua mais recente obra antes de a mesma ser lançada dia 1 de outubro na Amazon. Tenho que admitir que não sou grande fã de estórias que envolvam o espaço ou naves espaciais, coisas futuristas para mim são mais a nível de pós-apocalíptico na terra, mas adorei este primeiro volume da saga. Ao princípio custou-me um pouco entrar na estória, pois há bastante discrição para que nos possamos enquadrar melhor naquele mundo - sim eu acho que esta primeira abordagem é essencial - mas chegou a um ponto que eu já estava baralhada com tantos nomes de personagens e com tanta carga de informação ao mesmo tempo, e foi só devido a isto que não dei 5* ao livro mas sim 4,75* no Goodreads. Após passar esta primeira parte mais confusa comecei a ficar super viciada devido à intensidade dos acontecimentos e das maravilhosas personagens criadas pelo autor. Para mim é bastante importante conseguir criar ligações com as personagens,…

Accio Books - 3º livro fevereiro 2018

Mais uma leitura em andamento. :D Desta vez voltei a um autor que tem sido bastante aclamado por vária gente e que neste caso há razões para isso. Falo de M. J. Arlidge, o autor da série "Helen Grace", série essa que já li 2 livros e vou agora para o 3º, "A Casa de Bonecas". Já ouvi dizer que este de todos é o piorzinho, apesar de continuar bom, por isso baixei um pouco mais as expectativas, talvez tenha sido por isso que demorei tanto tempo para lhe pegar. Em Portugal já foram editados 7 livros do autor, se não estou em erro, e até agora tenho visto excelentes críticas em relação a todos. Só me falta comprar o último livro dele "Mal Me Quer". Tive imensa pena de há dois anos, quando ele veio a Portugal, à Feira do Livro de Lisboa, ainda não ter nenhum livro dele, só comprei depois por isso não têm o rabisco que eu tanto gosto que tenham. Era uma excelente ideia ele voltar cá Topseller! Apesar de já ir para o terceiro livro este mês não me sinto com a me…