Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2018

Accio Books – 7º livro janeiro 2018

Não sei como, mas consegui acabar “O Homem Pintado” super rápido, e como ainda não chegou fevereiro vou partir para a minha 7ª leitura do mês. Decidi pegar num livro que talvez ainda consiga acabar antes do final do mês, para tentar começar as leituras de fevereiro logo no dia 1. Como tal, após vasculhar as minhas estantes decidi que o livro mais rápido seria “The Grim Grotto” que é o 11º livro da saga “A Series of Unfortunate Events”. Apesar de este livro ter mais de 300 páginas, eu acho que a saga é muito rápida de ler não só porque o formato dos livros é bem mais pequeno que o normal, mas também porque as letras não são muito pequenas, o que faz com que sem darmos por isso já lemos cem páginas num piscar de olhos. Tenho vindo a ficar um bocado desiludida com esta série porque acho que tem muita palha pelo meio e tem vindo sempre a basear-se no mesmo e a não dar respostas a nada, o que começa a chatear, mas no último livro as coisas mudaram um pouco, por isso estou confiante que fi…

Stress Relief - Coloring Book #11

Antes

Durante

Depois


Falling Kigdoms – Opinião

Já andava para começar esta série há uns bons meses, porque só ouvia falar maravilhas, apesar disso estava com um bocado de receio de vir a ser a ovelha negra e não gostar, o que é habitual, e devido a isso demorei algum tempo até me sentir preparada para lhe pegar. Adorei este livro do princípio ao fim e a única razão pela qual não dei 5*, mas sim 4,75*, foi porque achei que o par amoroso que se formou apaixonou-se demasiado depressa e momentos entre ambos em que houvesse clima de romance foram praticamente inexistentes, o que tornou o romance um pouco duvidoso. O mundo criado pela autora é completamente fantástico e a estória bastante promissora. Confesso que achei tal como muitas pessoas, que é um “Game of Thrones”um pouco mais leve, não só pela estória em si mas porque tal como acontecesse com o autor George R. R. Martin a autora mata imensa gente que eu achava que não deveria morrer, pelo menos não tão cedo. Uma coisa fascinante foi que em certos momentos senti que estava a ador…

Accio Books – 6º livro janeiro 2018

Como este mês está a correr tão bem, e ainda faltam uns dias para acabar o mês, decidi que estava na hora de pegar num dos calhamaços que tenho em casa por ler. Vou assim dar início a uma nova série, que já tenho cá em casa para aí há um ano talvez, ou mais não me lembro quando comprei, e espero que seja tão boa como toda a gente diz, porque já tenho cá em casa os quatro livro publicados em Portugal. O livro em questão é “O Homem Pintado” de Peter V. Brett, um livro que tem mais de 600 páginas. Doí-me um pouco o coração cada vez que olho para ele, porque é mesmo gigante, já não leio um livro tão grande para aí há dois anos, porque com a faculdade não me sentia muito preparada para tamanha grandiosidade, e digamos que andar com livros de 600 páginas atrás não é propriamente o melhor para as costas. Espero não demorar uma eternidade neste livro porque queria despachar mais um livro até ao final do mês.

The Winner’s Curse – Opinião

Esta era uma série que andava para iniciar há imenso tempo mas fui comprando outros livros, porque estavam mais baratos, e estes foram ficando para trás, até que me foram oferecidos pela Mafi, sendo que depois não resisti a pegar neles no mês a seguir a tê-los recebido. Foi uma leitura engraçada mas, tenho que admitir que tem demasiada política à mistura para meu gosto, o que por vezes tornou a leitura um pouco enfadonha. Como pontos bons neste livro, foram as personagens criadas, gostei de todos, principalmente os principais, tal como a maneira como a autora descreve pois é possível visualizarmos este mundo novo facilmente. Tal como disse, adorei as personagens, principalmente Kestrel, devido a seruma mulher que não tem papas na língua, bastante determinada e amiga para aqueles que merecem. Apesar de a parte de política não fazer nada o meu estilo, fiquei com bastante vontade de continuar a trilogia porque sinto que ainda muita coisa maravilhosa vai acontecer.

Accio Books – 5º livro janeiro 2018

Este mês tem sido estranho, porque as leituras ou são muito boas ou desiludem-me bastante. Apesar disso, os livros que li e que não gostei muito leram-se bastante rápido, o que permitiu que esteja a conseguir ir para a minha 5ª leitura deste mês, algo que já não acontecia há séculos. Para escolher o 5º livro fui ver quais os pontos que tenho que fazer para o desafio do blog Manta de Histórias e decidi que iria pegar num livro que tivesse sido adaptado ao cinema, porque o livro que tinha pensado é minimamente pequeno e assim despachava um livro que tenho cá em casa há pelo menos dois anos. O livro em questão é “A Culpa é das Estrelas” de John Green, sendo que já vi a adaptação cinematográfica mas não me lembro de grande coisa. Já li outro livro do autor, “Looking for Alaska”, e gostei por isso espero que aconteça o mesmo com este. Sendo um livro pequeno, estou a contar lê-lo bastante rápido e assim ainda conseguir iniciar outro livro este mês. É provável que muitos de vocês já tenham …

Fala-me de um dia Perfeito – Opinião

Adorei o livro, nunca tinha lido nada parecido e achei uma leitura maravilhosa, muito interessante e bastante atual. Fala de um assunto que nos dias de hoje ainda poderá ser considerado um taboo e ajuda-nos a perceber aquilo que as pessoas que se pensam suicidar pensam e como se sentem para o conseguirem fazer. Achei a estória entre Violet e Finch muito engraçada e é ótimo perceber o quanto uma pessoa que nunca falamos e nunca pensamos vir a conhecer se pode tornar tão importante na nossa vida para nos ajudar a ultrapassar os nosso medos de um dia para o outro. É um livro que faz pensar em estarmos atentos aos pequenos sinais das pessoas que nos rodeiam pois podem precisar de nós, e devemos estar atentos para tentar ajuda-las a ultrapassar momentos na vida que para uns podem não significar nada mas para outros significam o mundo. Cada pessoa é diferente e lida com situações iguais de maneira diferente. Fiquei com curiosidade de ler mais livros da autora.

Accio Books – 4º livro janeiro 2018

E após uma leitura MARAVILHOSA fiquei um pouco em ressaca literária e sem saber muito bem o que ler a seguir, apesar disso fiquei ciente que queria continuar um pouco na onda dos thrillers e que me parecessem similares ao “Ao Fechar a Porta” apenas por ler a sinopse. Como tal, peguei num livro que tinha em casa há mais de um ano para ler, e que até ao dia ainda não me tinha apetecido nada lhe pegar. Foi uma daquelas compras por impulso de leve 3 pague 2, por isso sempre que olhava para ele pensava sempre que seria daqueles livros a ficarem nas estantes anos sem serem lidos, mas..... após uma introspecção percebi que ou o lia agora ou já não o lia, isto porque se “parecia” um pouco à minha leitura anterior e era mesmo isso que queria ler. O livro é então “Não Digas Nada” de Mary Kubica. Espero que não me desiluda, porque apesar de nunca me ter apetecido muito ler já ouvi dizer muito bem da autora. Já leram alguma coisa da autora?

Prodigy – Opinião

Este livro é o segundo da trilogia “Legend” da autora Marie Lu, que vou dizer desde já que se está a tornar uma das minhas autoras favoritas. Sei que só li dois livros dela mas são tão bons que estou a ponderar coloca-la no meu pedestal de melhores autores jamais lidos. Eu sou super esquisita quando leio trilogias ou sagas porque acho quase sempre que me vou desiludir com os restantes livros, mas desta vez não podia estar mais enganada. Marie Lu continuou esta estória de June e Day de maneira brilhante, que tal como ocorreu com o primeiro livro, quase não o conseguia largar. Existem sempre reviravoltas maravilhosas e imprevisíveis a meio dos livros que nos fazem ficar boquiabertos, o que demonstra a grande capacidade que a autora tem para cativar o leitor. Este clima de conspirações e espionagem é algo que adoro e estou bastante ansiosa para ler “Champion” o terceiro e último livro desta trilogia.

Accio Books – 3º livro janeiro 2018

Posso dizer que este ano está a começar bem, tirando a parte de ter ficado um pouco desiludida com a leitura anterior, e foi mais por isso que dei só 3,5* no Goodreads. Desta vez, vou deixar a fantasia e ler um thriller que já tinha pegado duas vezes, mas que depois voltava a pôr na estante, só que após ter visto um vídeo da Neuza do blog Mil Folhas a dizer maravilhas deste livro, e a considera-lo a melhor leitura de 2017 para ela, decidi que seria sem sombra de dúvidas a minha próxima leitura. Estou portanto a falar de “Ao Fechar a Porta” de B. A. Paris, um livro pequenino, em comparação com uns calhamaços que tenho cá em casa e que tenho que ganhar coragem para lhes pegar. O ano passado andei a apostar um pouco mais em thrillers e policiais por isso agora tenho uma carrada de livros deste género para ler, queria ver se despachava bastantes este ano. Estou a contar com uma excelente leitura, espero não me desiludir.

Accio Books – 2º livro janeiro 2018

Vou ser sincera, já comecei este livro há uns dias mas, para atualizar outras coisas no blogue, este post tem ficado um pouco para trás. Mais uma vez escolhi um livro que estava super ansiosa por ler, mas posso dizer desde já que não me está a entusiasmar por ai além, e já estou quase a meio. O livro escolhido como segunda leitura do ano foi “The Rose and the Dagger “ de Renée Ahdieh, em que o primeiro desta duologia foi uma das melhores leituras do ano passado (post aqui), por isso tinha colocado bastantes expectativas neste segundo. Estou com esperanças que melhore daqui para a frente porque queria mesmo gostar imenso de ambos os livros. Veremos no que isto vai dar.

P.S. Ainda te Amo - Opinião

Mais uma vez fiquei completamente rendida a Lara Jean, apesar de achar que o primeiro foi melhor que este, pois neste já não tive tanto a sensação de ficar agarrada ao livro e achei o romance um pouco mais forçado. Neste segundo livro vemos a vida de Lara Jean, após se aperceber que afinal todos os sentimentos por Peter, que achava que seriam só fachada, eram realmente verdadeiros e que não estava sozinha, os sentimentos eram mútuos. E agora como será viver um relacionamento que afinal não é a fingir? É isto que Lara Jean vai enfrentar, nos vários momentos felizes mas também as várias fases “más” que todos os relacionamentos terão que passar para se tornar algo sério e forte. Mas será que ela conseguirá suportar tudo isso? Neste livro fiquei um pouco desiludida com o Peter, acho que ele foi bastante idiota para com a Lara Jean em várias fases, apesar de no final perceber o porquê disso tudo.  Continua a ser uma trilogia bastante fofinha e que permite descontrair entre livros mais pesados…

Génesis: Um novo começo – Opinião

Recebi esta pequenina estória, que antecede o livro Dominus, quando fui visitar a editora com mais uns livrólicos, e a mesma deu-nos este pequeno presentinho.  Neste livro é-nos apresentada Grabriella, uma agente policial, e Alexander, um jornalista, que se vêem de repente perante um grupo secreto da igreja que não é de todo o que se imagina. Este livro fez-me lembrar um pouco o livro “O Código de Da Vinci” de Dan Brown, devido às teorias de conspiração que este também possuía sobre a igreja, e as descobertas que foram feitas, apesar disso não sei se a comparação no livro Dominus perdura, teria que o ler para verificar. Foi um boa leitura, bastante rápida, mas que não me entusiasmou por ai além, por isso irei pensar se algum dia irei ler Dominus ou se me ficarei por aqui.

The Good and the Evil - O Top 5 de 2017

Chegou a altura de fazer uma pequenina introspecção e perceber quais os melhores e piores livros que li este ano que passou. Não consigo colocar de 1 a 5 porque cada um teve os seus pontos altos e baixos, e é como estar a comparar um elefante a um rato, simplesmente é impossível, não têm nada a ver. Como tal, segue em baixo os 5 livros que mais gostei de ler este ano:
- “Legend” de Marie Lu (opinião aqui) - “The Wrath an the Dawn" de Renée Ahdieh (opinião aqui) - “Illuminae” de Amie Kaufman e Jay Kristoff (opinião aqui) - “Coroa da Meia-Noite” de Sarah J. Maas - “Falling Kingdoms” de Morgan Rhodes
Quanto às maçãs podres do ano são:

- “Aniquilação” de Jeff Vandermeer (opinião aqui) - “O Morcego” de Jo Nesbo (opinião aqui) - “Alive” de Scott Sigler (opinião aqui) - “The Call” de Peadar O’Guilín (opinião aqui) - “A Sereia” de Kiera Cass (opinião aqui)
E vocês quais foram os melhores e piores livros do ano?

Accio Books – 1º livro janeiro 2018

Ano novo requer que seja iniciado com uma ótima leitura, não é?! Bem eu nem precisei de pensar duas vezes sobre qual seria o livro perfeito para começar este novo ano em grande. Andava há mais de um ano à espera que ele fosse publicado, e só não o li mais cedo porque eu só gosto de ler o que comprei depois de vos mostrar no Book Haul, para não estragar surpresas. Como tal, o feliz contemplado foi “A Coroa” de Kiera Cass, o 5º e último livro da saga “A Seleção”, que para quem me conhece, ou que segue este blogue há algum tempo, sabe que é das minhas sagas prediletas. Tenho que admitir que gostava bastante mais da America como personagem central do que da Eadlyn, mas visto ter havido, no último livro, um aumento gradual da minha empatia com ela, estou a fazer figas para que este livro seja tão bom como os primeiros. Estou ansiosa para acabar esta saga apesar de já saber que vai ficar aquele espaço vazio que tanto faz confusão quando isso acontece.

Bibidi Bobidi Books – Book Haul dezembro 2017

Cá está o último Book Haul do ano de 2017, recheadinho de livros que quero iniciar rapidamente. Ao contrário do que acontece com muita gente nesta época natalícia, eu por norma não recebo livros no natal de ninguém, por 2 razões. Primeiro porque os meus pais dizem que tenho demasiadas coisas para ler e só me vão oferecer quando a minha TBR decrescer drasticamente (o que nunca vai acontecer ahah) e porque apesar de ter uma wishlist para toda a gente ver eu estou sempre atenta a promoções logo é bem provável que me venham a oferecer um livro que eu já comprei, o que ia acontecendo com um dos livro que veio parar a casa este mês. Os livros são quase todos em inglês, pois voltou a vontade de ler fantasia mas de obras não publicadas em português. Os livros foram: “The Diabolic” de S.J. Kincaid“Snow like Ashes” de Sara Raasch“A Court of Thorns and Roses” de Sarah J. Maas“Six of Crows” de Leigh Bardugo“Shadow and Bone” de Leigh Bardugo“A Coroa” de Kiera Cass“Menina Boa, Menina Má” de Ali Land
Tan…